vamos chegar


meu agradecimento a quem visita essa humilde morada, 

 por músicas, letras, fotos e vídeos habitada

sinta-se em casa!

deixe seu email

para receber notícias sobre eventos e lançamentos

*
*

feito em casas


essa canção faz parte do projeto do álbum feito em casas que está em andamento. estamos enfrentando o desafio de gravar em um período totalmente atípico, em função da pandemia e de suas nefastas repercussões em nosso castigado brasil.

equilíbrio. o tema me é fascinante, talvez por representar uma tendência natural. dizem que o universo é o caos em certa ordem, ou que é feito de doses equilibradas entre bagunça e calmaria. vivemos num tempo e lugar onde há brutais desequilíbrios. e forças que reagem incansáveis na tentativa de, no mínimo, pensar "outro mundo" possível. a letra passeia de forma lúdica por “imagens de equilíbrio”, desde o mais simples, como aquele que precisamos ter para caminhar. ou daquele que nos garante alguma paz. o respeito à diversidade, por exemplo, é uma forma de equilíbrio que garante convívio em um mesmo território. a ideia da letra é, também, fazer chegar ao público a potência desta palavra e de suas ramificações semânticas.

na corda bamba de bicicleta
no movimento do caminhar
em qualquer dança, qualquer mudança
na atitude que vai tomar

na ponte estreita sobre a lagoa
no balanço da canoa, subindo rio
descendo escada de madrugada
no desabalo, no desafio

no território de convívio, o equilíbrio

pra quem alerta a comunidade
passando a limpo uma notícia
chegando ao topo da humildade
sendo ladrão ou sendo polícia

pra quem reclama, pra quem se cala
pra quem se entrega ao lugar de fala
pra quem descansa, pra quem labuta
pra quem respeita o lugar de escuta

no território de convívio, o equilíbrio

pra quem desperta com muito sono
pra quem precisa, mas não quer ir
no remelexo do trem das horas
bolando plano pra não cair

a lata d’água sobre a cabeça
e pra cabeça poder lembrar
a lei da ação e da reação
na história de uma plúrima relação

no território de convívio, o equilíbrio

                                                                                      

ficha técnica:                                                   

mário falcão – composição, voz e violões;
ricardo arenhaldt – bateria;
everson vargas – baixo;
zé ramos – guitarra;
fernando sessé – percussão, kaossilator, wavedrum e mpc.
mixagem e masterização: tiago becker (soma).            

Leia Mais  

nosso canto


  repertório:

  1. nosso canto (mário falcão) / jaje’oi tape rupi (mário benites da silva)

  2. interior (alexandre vieira / mário falcão)

  3. muambeiro (mário falcão / sebastián jantos)

  4. cultivo uma rosa branca (mário falcão / josé martí)

  5. un hermano (mário falcão / julio cortázar)

  6. vamos chegar (mário falcão)

  7. paula, clara (mário falcão)

  8. equilíbrio (mário falcão)

  9. junho (mário falcão)

  10. taim (mário falcão)

  11. jereba (mário falcão)

  12. quem mandou (mário falcão)

  13. curiosidades (mário falcão)

  14. santiago (mário falcão)

  15. oração (mário falcão)

Leia Mais  

escuta aí


bio


bio
Compositor e cantor de Porto Alegre – RS – Brasil.
Desde meados dos anos 80', experimento uma trajetória de ações colaborativas, em eventos compartilhados com outros artistas amigos, como Johann Alex de Souza, Alexandre Vieira, Carlos Patrício, Zé da Terreira, Ana Lonardi, Orestes Dornelles, Serrote Preto, entre vários. Integrei a Orquestra de Mantra Rudráksha - grupo que realizou apresentações no Brasil e em Portugal. Como cantaturor, fiz shows em diversos espaços culturais e teatros, alternando diferentes formações. Com mi hermano uruguayo Sebastián Jantos, gravamos um álbum compartilhado e fizemos apresentações no Brasil, Uruguai e Argentina. Integro também o espetáculo Violeta Parra - Uma Atuadora, acompanhando Tânia Farias (Ói Nois Aqui Traveiz).
Segue uma lista com alguns eventos:

2020:
- show Violeta Parra - Uma Atuadora, no projeto Sarau no Solar - transmitido pelo canal de YouTube da TV/ALRS ;
- Violeta Parra - Uma Atuadora, na Escola Tekó Jeapó, da tekoá Ka'aguy Porã, em Maquiné/RS;
- show Nosso Canto, transmitido pelo canal de YouTube da Escola Projeto RS

2019:
- shows no Café Fon Fon, Meme Estação Cultural e Clube de Cultura.
- show Violeta Parra - Uma Atuadora (Porto Alegre, Florianópolis e São Paulo).

2018:
- show Retomada, no Café Fon Fon.

2017:
- shows na praia do Cassino e no Teatro Móvel (com Marcus Ungaretti)

2016:
- CD Muamba - gravado em parceria com o compositor uruguaio Sebastián Jantos. Shows na Argentina, Uruguai e Brasil.

2014 e 2015:
- participa dos projetos coletivos Primavera Oriental (shows no Uruguai e Argentina) e José Martí em Canto (CD e shows no Brasil e em Cuba).

2011:
- CD: Amador (álbum gravado com financiamento do Programa Petrobras Cultural; recebeu três indicações para o Prêmio Açorianos de Música).

2009 e 2010:
- shows em Montevidéu - Uruguai, junto com os músicos platenses Sebastián Jantos, Nicolás Klisich e Javier Cardellino.

2005:
- Prêmio Açorianos de Música - Melhor Compositor e Melhor Disco de MPB.
- show no Teatro da Ufrgs (Circuito Cultural Banco do Brasil) na mesma noite da apresentação de Vanessa da Mata.

2004:
- CD mário falcão, produção independente (através do edital público de financiamento Fumproarte – Prefeitura de Porto Alegre). No mesmo ano, teve sua música Quando te vi (parceria com Cármen Nunes) escolhida para constar no CD Uma Canção para Porto Alegre, coletânea de canções homenageando a capital gaúcha, cujas músicas foram eleitas através de concurso público municipal.


discografia


equilíbrio

mário falcão

(2020) single.

Chacarera Blues (reedição)

Alexandre Vieira

(2020) participo como co-autor e cantor na faixa "Chama-me" (Alexandre Vieira/Mário Falcão) e como instrumentista nas faixas "Pedro e Bando" (voz) e "Corações e Mentes" (voz e guitarra).

Novo

Alexandre Vieira

(2017) CD e LP de Alexandre Vieira. Participo como cantor e co-autor na faixa "No vai e vem das cordas"(que tem como parceiros Alexandre Vieira e Carlos Patrício) e, como co-autor na faixa "Interior", parceria com Alexandre Vieira.

POA_MVD

Pablo Lanzoni

(2016) participo como cantor e compositor na faixa "Santiago" e, como autor na faixa "Chama-me", parceria com Alexandre Vieira.

Muamba

Sebastián Jantos e Mário Falcão

(2016) álbum que divido com o parceiro Sebastián Jantos.

A linha fria do horizonte

Luciano Coelho

(2014) DVD onde participo como um dos entrevistados e, nos extras, cantando as músicas "Taim" (minha) e "El Libro de tu piel" (de Sebastián Jantos).

Ana Lonardi - Ao vivo no Teatro de Câmara Tulio Piva

Anaadi

(2014) DVD. participo como co-autor nas faixas 1 (Chocolate) e 6 (Chuvinha), e como autor nas faixas 7 (Canto de Março a Abril) e 9 (Oração).

Violando

Ubiratan Carlos Gomes

(2014) participo cantando na faixa 9 ("Cai a chuva").

José Martí em Canto

Ass. Cultural José Martí - RS

(2014) participo como autor das músicas, arranjo, voz e violão nas faixas 4 ("Cultivo uma Rosa Branca") e 8 ("Yo Vengo de Todas Partes") e como arranjador e instrumentista na faixa 13 ("El Rayo Surca").

Bailado

Orestes Dornelles

(2013) participo como co-autor das faixas 3 ("Efêmera") e 6 ("Tentação").

EP Muamba

Sebastián Jantos e Mário Falcão

(2012) com 3 faixas do álbum Muamba

Hoy

Sebastián Jantos

(2011) álbum do compositor uruguaio Sebastián Jantos. Participo cantando na faixa 3 ("Êpa ô").

Haven't we met? - Sparkle Love Songs

Après-Midi Records

(2012) compilação lançada no Japão pelo selo Après-Midi Records. A faixa 15 é a música Dança dos Laços de Fita, com a gravação original do CD AMADOR.

Amador

Mário Falcão

(2011)

Mistura de Crenças

Serrote Preto

(2009) participo como instrumentista - violão nas faixas 1, 4, 5 e 7; guitarra elétrica na faixa 3.

Volume Um

Raul Boeira

(2008) co-autor da faixa "Com o azul nos olhos" (Mário Falcão/Raul Boeira), interpretada por Barbara Mendes.

Fluida

Karine Cunha

(2005) participação na faixa "Água e Fogo" (voz e guitarra).

Chacarera Blues

Alexandre Vieira

(2005) participo como co-autor e cantor na faixa "Chama-me" (Alexandre Vieira/Mário Falcão) e como instrumentista nas faixas "Pedro e Bando" (voz) e "Corações e Mentes" (voz e guitarra).

mário falcão

Mário Falcão

(2004)

Uma canção para Porto Alegre

Coletânea

(2004) CD que tem como tema a capital gaúcha. "Quando te vi" (parceria com Cármen Nunes) foi nossa contribuição.

Quem tem boca é pra cantar

Zé da Terreira

(2002) com músicas de João Nogueira, Noel Rosa, Nelson Coelho de Castro, Carlos Patrício, Zé Caradípia, Johann Alex de Souza e uma de minha autoria ("Off line"). Também canto na faixa "Sol-luar do Mar-Sertão", e toco violão e guitarra em outros temas.

Um outro mundo é possível

Vários

(2002) CD duplo, reunindo ampla mostra da cena independente de Porto Alegre e uma canção especialmente composta por Tom Zé para o Fórum Social Mundial. Participo com a música Curiosidades, gravada pelo Mário Falcão Quarteto.

Mano Dez Borges

Mano Borges

(2001) CD de dez anos de carreira do cantor e compositor Mano Borges. Sou co-autor da faixa 15, Subamericanos.

Rudráksha

Orquestra de Mantra Rudráksha

(1998) CD que traz adaptações de mantras milenares (em Sânscrito) e peças instrumentais. Nele, participo como compositor da música título (Rudráksha), na adaptação de mantras e como cantor e instrumentista (violão).

Subvertendo

Carlos Patrício

(1995) participo como parceiro nas composições ("Copo D'água" e "Calma"), também atuo como cantor e instrumentista (violão e guitarra) em outras faixas.

agenda


Eventos passados

Título Data Localização
Show virtual para Escola Projeto 26 Set 2020 Evento Online
Violeta Parra - Uma Atuadora 13 Ago 2020 Evento Online